terça-feira, 9 de setembro de 2008

As mulheres na decisão!

A semana já começa pegando fogo por aqui politicamente, depois que resultados de algumas pesquisas avaliaram o estrago que a governadora Sarah Palin trouxe para o partido Democrata.

Numa indicação de que a escolha de uma mulher como candidata a vice pode ter sido uma boa jogada para John McCain , o candidato republicano à Presidência dos EUA abriu uma larga vantagem entre as eleitoras brancas, segundo pesquisa divulgada hoje pelo jornal “Washington Post” e a rede de televisão ABC. O resultado aponta para um grande avanço do senador após a Convenção do Partido, que aconteceu na semana passada. O jornal afirma que muitos de seus novos votos vêm de mulheres que aprovaram a indicação de Sarah Palin para vice de McCain.

Agora, se o candidato à presidente é o mesmo, como se explica essa mudança de escolha por mulheres? Eu não posso aceitar que seja simplesmente por causa do gênero. Definitivamente, está certa a afirmação de que cada povo tem o governo que merece!

McCain aparece, agora, um pouco atrás do adversário, com 46%, enquanto Obama teria 47% das intenções de voto. A margem de erro de três pontos para mais ou menos leva os dois a um empate técnico. O democrata perdeu, etretanto, a larga vantagem de 12 pontos percentuais que tinha entre as mulheres brancas antes das convenções dos partidos, passando a estar oito pontos atrás de McCain. Agora, o republicano conta com a preferência de 53% destas eleitoras, enquanto o democrata seria o candidato de 41% delas, segundo a pesquisa.

Obama foi criticado por parte de seus eleitores por não ter escolhido a ex-primeira-dama Hillary Clinton para sua chapa. A senadora com quem ele disputou as primárias eleitorais tinha apoio de boa parte do eleitorado feminino e recebeu milhões de votos nas prévias. Agora, o democrata terá que se esforçar para garantir os votos de Hillary, que já declarou seu apoio a ele.

Vai ser muito engraçado, por causa da contraditoriedade dos fatos, se McCain ganhar as eleições devido a sua escolha de vice-presidente na chapa com ele ter sido uma mulher. O partido democrata tinha medo de Clinton, porque eles achavam que o país não estava preparado para uma mulher na presidência. E, agora, uma mulher, na vice-presidência, pode acabar decidindo essa eleição! E justamente por causa das eleitoras do gênero feminino! Pelo menos o gênero está sendo capaz de mostrar que pode tudo, mesmo! Hahaha!

2 comentários:

Veridiana Serpa disse...

acho que em partes, é inconcebível que alguém que iria votar na Hillary, vote na Palin, a única coisa em comum é que ambas são mulheres, de resto, a ideologia e política é completamente oposta. O que eu acredito que aconteceu é que muitos republicanos que estavam sem se manifestar pois acreditavam que o McCain era "muito liberal",encontraram nela uma figura extremamente conservadora, contra o aborto, contra os relacionamentos gays, contra métodos contraceptivos, a favor das armas, etc...

Simone disse...

Cocordo c vc, Veridiana, q seria inconcebível, e por isso o meu transtorno. Mas, nos jornais de ontem à noite, algumas mulheres entrevistadas eram democratas e diziam ter mudado de candidato depois da aparição de Sarah Palin! Acho q, no mínimo, tais mulheres sequer têm noção da história de serviços de Clinton ou nem ouviram uma só proposta dela, de tão diferente q ela é de McCain e mais ainda de Palin. Mas, é esperar p ver, porque estudiosos comentavam q essas mesmas mulheres são eleitores q mudam constantemente de opinião!
Vamos ver no q vai dar isso tudo!