terça-feira, 6 de novembro de 2007

Consulado brasileiro no exterior

Eu já tinha visto em blogs de brasileiros que moram na Europa vários textos de pessoas frustradas com a ineficiência dos consulados brasileiros no exterior mas, somente quando tenho que ir à Los Angeles para solicitar algum serviço ao consulado, é que me dou conta da razão de tanta frustração.

É quase impossível descrever o funcionamento desse tipo de serviço. Não…, acho que na verdade, não é tão difícil assim! Agora que parei prá refletir no assunto, veio a mente o serviço público, em geral, no Brasil. Por favor, não me levem a mal! Minha mãe foi funcionária pública por 30 anos e era competentíssima no que fazia e ia além do que fazia, porque acabava fazendo o serviço dos que não tinham a menor idéia do trabalho que lhes era designado.

Mas, como dizia, se você mora ou morou no Brasil e precisou de um serviço público, ou de utilidade pública - porque às vezes eles foram privatizados mas continuam únicos, sem concorrência numa cidade, como é o caso da telefonia ou do serviço de gás natural, no Rio - sabe bem do que eu estou falando. Não quero ficar cavando histórias tristes e frustantes na minha memória porque acho que não faz bem prá saúde, mas se eu quisesse poderia falar dias sobre as horas que passei ao telefone ou numa fila, tentando resolver coisas que, caso tudo tivesse ocorrido competentemente, não seriam necessários.

Mas triste é saber que esse desrepeito se estende mundo afora! Quando você pensa que está em um outro país - onde os serviços públicos não são perfeitos, mas os funcionários públicos pelo menos podem ser demitidos caso não façam seu serviço direito - você dá de cara com o … Consulado Brasileiro!

Uma das coisas que acho de maior desrepeito - e que, por exemplo, a Polícia Federal fazia em seu site, não sei se ainda o fazem, quando dava informações de renovação de passaporte - é que, se há uma lista de documentos necessários para você solicitar algum serviço no site de um deles, quando você chega ao local, achando que tem tudo certinho, a lista é diferente! Sempre tem algo a mais, que eles esqueceram de colocar no site! Ou o horário de atendimento está incorreto e você levou uma, duas horas prá chegar ao local e eles “não podem fazer nada”!

Mudança de formulário acho que é o preferido aqui dos Consulado de Los Angeles. Sem aviso algum, eles fazem as mudanças e nem dão tempo para as pessoas que tinham utilizado os formulários antigos! Você praticamente tem que fazer o download do formulário no dia e ir ao consulado no mesmo dia prá garantir estar correto e mesmo assim corre o risco deles fazerem a mudança durante o dia e não aceitarem o seu! Exagero? Aconteceu algo bastante parecido com uma amiga! Argh!!!

E vocês, já tiverem o desprazer de conhecer de perto a incompetência do serviço público e de funcionários públicos brasileiros?

8 comentários:

Anônimo disse...

O consulado em Houston deve ser uma exceção. Minha experiência com eles tem sido ótima há vários anos.

Simone disse...

Q otimo anonimo!!! Qtas vezes vc precisou usar o servico deles?

Isabella disse...

Oi Simone, a Luisa, atual consul da Embaixada em Washington, DC, está fazendo um ótimo trabalho pra mudar essa imagem.
Eu, particularmente, resolvo tudo usando o correio e só vou lá pra assinar o que for necessário. Foi assim com minha mudança de nome, transferência de título, registro do meu casamento e do nascimento do meu filho.
Mas pode ser mesmo estressante!

Há alguns posts atrás deixei uma "surpreseinha" pra vc lá no TQG.

bjs

Simone disse...

Q bom q tem alguem ahi c essa visao. Mas, em Los Angeles, muitas coisas ainda precisam ser feitas pessoalmente. E uma das mudancas q Washington fez, piorou o q , pelo menos, funcionava bem. P ir ao Brasil c criancas, imagino q vc saiba, temos q tirar o visto a cada vez q vamos. Sempre faziamos pelo correio, enviando p Washington. Agora, eles nao podem mais fazer o servico. P vc entender a loucura e contradicao entre eles, recebemos o pacote q haviamos enviado p lah - c tudo certinho p solicitacao do visto - e eles nos enviaram de volta. Entao o q fizemos foi ir a LA c o mesmos pacote. Soh q o consulado de LA tem um formulario deiferente p autorizacao de viagem de menor, dah p entender?

cilene disse...

Nao tenho problemas com o consulado do Brasil nao Noruega. resolvo tudo pelos correios

Simone disse...

Esse é o meu sonho, Cilene!!!!

CarolCtba disse...

Simone, encontrei seu blog por acaso e tenho que dizer que concordo com vc em grau, número e gênero! O serviço consular brasileiro em Los Angeles é um LIXO! Filas, formulários que mudam a toda hora, demora para atender as solicitações, etc. Por telefone então! É ridículo quanto tempo se gasta esperando que alguém atenda e qdo o faz é sempre de má vontade.
Mas infelizmente esse péssimo atendimento não é só em Los Angeles... meu marido e eu já tivemos a necessidade de entrar em contato com o consulado brasileiro em Guadalajara (Mexico). É tão ou pior que o de Los Angeles, colega...
Outro ponto certíssimo apontado por vc é a questão da PF. E sim! Até hoje vc vai na PF com a tal lista de documentos necessários postada no site deles e - tchan! tchan! tchan! tchan! - eles aparecem com outros documentos nunca mencionados! Pensam que a gente é trouxa...
É por isso que eu - embora brasileira - ODEIO O BRASIL!

Anônimo disse...

Depois de morar na Africa do Sul que é um país fantástico mas em termos de serviço deixa um pouco a desejar, me dei conta que o serviço no Brasil melhorou muito de 10 anos para cá. Normalmente quem está fora do Brasil a muito tempo tem dificuldade de perceber as melhorias e muitos brasileiros que moram no Brasil também não valorizam o país em que vivem o que é uma pena. Os brasileiros por exemplo se sujeitam a esperar 3 meses para uma entrevista para conseguir visto de entrada para os EUA e depois de viajar de um ponto a outro do país (no sul o consulado americano mais próximo é São Paulo) ainda esperam horas em uma fila para correr o risco de ter o visto negado! E acham o máximo quando tem o visto concedido! Talvez se os brasileiros valorizassem mais o potencial do próprio país (que diga-se de passagem está se saindo muito bem economicamente frente a uma crise mundial)o Brasil seria mais respeitado no exterior.