quinta-feira, 25 de outubro de 2007

Ainda sobre incêndios

Não gosto muito de números em desastres como estes porque, no fim, eles parecem nos desensibilizar mais do que mostrar a realidade do que acontece. Mas só prá vocês terem uma idéia de como os focos de incêndio aqui foram devastadores, vou resumir os últimos dados da tragédia: sete pessoas morreram, um milhão de pessoas tiveram que deixar suas casas, mais de 1,5 mil residências já foram destruídas, e o prejuízo já é superior a US$ 1 bilhão. O presidente George Bush decretou estado de emergência na região, o que permite liberar fundos federais com urgência.

Mas os governos estadual e federal já estão sendo criticados. Há aqueles que dizem que se a Guarda Nacional - que é um grupo de funcionários do governo que são treinados exatamente para situações de emergência como estas - não estivesse no Iraque, a resposta a estes incêndios poderia ter sido mais eficiente.

Outra coisa que se comenta muito aqui é que muitas áreas, onde há um número grande de casas, são cercadas por matas onde, por causa de leis de proteção ao meio-ambiente bastante rígidas, não podem ser tocadas. E ao mesmo tempo, há aqueles que dizem ser a tragédia um dos efeitos do aquecimento global.

Difícil, não? Mas, pelo menos todos estão buscando soluções para o problema e isso já é positivo. Enquanto isso, no Rio de Janeiro, onde a chuva - que vem todo ano! - também causou estragos, a única coisa que os administradores da Cidade Maravilhosa fazem é dar desculpas.

2 comentários:

Isabella disse...

Oi Simone, é impressão minha mas mesmo com o FEMA e a National Guard sendo acionnadas mais tarde, a tragédia do fogo está recebendo uma resposta estadual/federal muito mais rápida e eficiente do que Katrina recebeu? Será que foi mesmo, então, uma questão racial?

Simone disse...

Sabe, Isabella, acho que dizer q a resposta ao evento Katrina ter sido demorada por causa da questao racial, eh de certa forma muito generalizada. Todos os setores tem um pouco de responsabilidade na demora. A midia, que eh o olho do povo, p ex, se ausentou no inicio e, infelizmente fez c q as autoridades nao tivessem a real dimensao da tragedia. P vc ter uma ideia, o Katrina matou mais gente q o Tsunami, compare as duas coberturas! Na questao dos fogos aqui, acho q a realidade foi mais palpavel, vc podia acompanhar o comeco de um incendio e depois ver uma vizinhanca inteira sendo tomada pelo fogo. Talvez isso tenha ajudado na pronta resposta das autoridades, eu acho.