segunda-feira, 16 de julho de 2007

Pare! Mesmo!!!!


Uma das diferenças com relação ao modo de dirigir daqui e no Brasil, que percebi logo nas minhas primeiras aulas, depois de levar um "pito" do instrutor, foi de que as placas de direção não estão lá só prá enfeite, não. Devem ser respeitadas! Claro que, no Brasil a premissa é a mesma, mas a prática... nem sempre. Tomamos como exemplo aquela que tem em grandes letras a palavra PARE. Convenhamos, a não ser que seja numa intercessão bastante movimentada, o hábito brasileiro diz que damos aquela paradinha rápida, olhando para os dois lados ao mesmo tempo e lá vamos nós, ainda em segunda, atravessando o mais rápido possível.

Aqui, quando a placa STOP aparece é necessário que você realize o que o Departamento de Veículos Motorizados chama de complete stop, ou seja, após parar, se você estivesse com um carro não automático, seria necessário engatar a primeira de novo prá poder atravessar. E o pior, há essa placa em tudo quanto é esquina!

A coisa é tão séria que agora, no Condado de Los Angeles, colocaram câmeras prá verificar quem anda fazendo a paradinha do tipo da brasileira. Mas a discussão aqui é outra. Apesar de já existir em algumas cidades a fiscalização eletrônica, nos sinais - ou semáforos, ou faróis - muita gente aqui ainda discute a legalidade desse tipo de câmera. Primeiramente, porque fere a individualidade do cidadão, afinal é posível saber se você passou ou não em certa rua através dos dados das câmeras. Além disso, algumas pessoas chegam a discutir se o serviço público tem o direito de fotografar uma propriedade privada, o seu carro, sem consentimento do dono. A grande maioria, porém, assinala que este tipo de dispositivo não diminui os atos ilegais e só servem para gerar renda.

No Brasil temos câmeras nos sinais há alguns anos e eu não me lembro da sociedade discutir o assunto com as autoridades que introduziram a idéia. E você, o que acha? Você acha que essas câmeras significam uma invasão de privacidade?

6 comentários:

Anderson-kbça disse...

oi. tudo bem??

chego ao seu blog por um comentário no blog da Meire.

Acho sim, que essas câmeras significam invasão de privacidade, mas porque hoje em dia tem o "youtube" e não sei quem está manipulando estas imagens e ai...

mas acho necessárias, vejo que aí também tem (em suas proporções) aqueles abusadinhos.

abraço.

Sonho Meu disse...

Oi amiguinha,
as ferias acabaram e estou de volta no meu blog.
Em sete anos dirigindo nos States, nunca recebi uma multa.
Eu reforço a ideia de câmeras nas esquinas movimentadas, sim.
E se possivel em qualquer Stop. Tres anos atras o meu marido quase foi atropelado por uma mulher dirigindo um carro branco. Ela nao parou no Stop e so deu tempo pra ele pular pra tras e o carro psssar a toda. Loucos existem em todos os lugares, nao e mesmo? Por isso que acredito no poder das cameras
bjos,
me

Megui disse...

ai não, isso não. Eu raramente faço complete stop nesses cruzamentos. Acho um saco. perda de tempo total.
Eu sempre dou uma freiada mas não fico 3 seg.

Meiroca disse...

Nao creio ser invasao nao Simone, afinal è uma questao des gurança publica.
bjs

Carolzinha disse...

Aí a regra é seguida... rssss E válida!!!! Acho muito bom... assim a galera segue a lei tudo direitinho!!!
Cameras são válidas sim!!!
Bjus

Anônimo disse...

Nice dispatch and this enter helped me alot in my college assignement. Thanks you on your information.